Participe da Comunidade no Orkut Minha Casa Minha Vida.

É importante saber sobre o projeto que na categoria de 3 até 10 salários mínimos se enquadram somente imóveis novos. Mas o que seria um imóvel novo?
Resposta:

A CEF considera imóvel novo aquele que o HABITE-SE for emitido a partir de 26/03/2009. Somente imóvel novo se enquadra no projeto.

Minha Casa, Minha Vida

É um programa habitacional lançado pelo governo federal no dia 25 de março e entrou em funcionamento efetivo no dia 13 de abril.
Tem como objetivo diminuir o déficit habitacional no Estado.

Como será?

Com um investimento previsto para R$34 bilhões em subsídios serão finaciadas moradias populares com taxas de juros que variam de acordo com a faixa de renda dos inscritos:

famílias com renda mensal de 3 a 5 salários mínimos pagarão 5% ao ano

famílias com renda mensal de 5 e 6 salários mínimos pagarão taxa de 6% ao ano.

famílias com renda mensal de 6 a 10 salários mínimos, a taxa de juros é de 8,16% ao ano.

soma-se a estas taxas de juros a TR (Taxa Referencial de Juros)

Famílias com renda de até 3 salários mínimos podem ficar isentas se fizerem financiamento em cidades parceiras com plano habitacional. Municípios dispostos a cooperarem doando terrenos, apresentando projetos imobiliários e etc.

O valor máximo do imóvel incluído no programa será de R$130 mil.

Para saber mais detalhes e aonde se inscrever clique aqui

 

Até 3 salários mínimos – 400 mil moradias destinadas, parcelas variam de R$50,00 até 10% do renda do inscrito, financiamento até 10 anos. O valor do imóvel poderá ser de até R$52.000,00 dependendo da ciadade.

Operacionalização:

– O beneficiário dirige-se à prefeitura, órgão do Estado ou representante de movimento social para fazer um cadastro

Clique aqui para se inscrever em São Paulo

– Após seleção é convocado para apresentação da documentação na CEF, no agente imobiliário, na prefeitura ou outros credenciados

– A assinatura do contrato ocorre na entrega do imóvel

Análise cadastral:

– Comprovação de renda formal ou informal para enquadramento no programa

– Verificação do Cadastro Único que identifica famílias de baixa renda

– Verificação do Cadastro Nacional de Mutuário

– Não há análise de risco de crédito, ou seja, mesmo quem tem restrição nos órgãos de proteção ao crédito pode ser incluído no programa

Condições:

– não ter sido beneficiado anteriormente em programas de habitação social do governo

– não possuir casa própria ou financiamento de imóvel

– estar enquadrado na faixa de renda de até 3 salários mínimos

– comprometer até 10% da renda durante dez anos para o pagamento das prestações

Características:

– prestação mínima de R$ 50, corrigida pela TR

– registro do imóvel em nome da mulher

– sem entrada e sem pagamento de prestações durante a obra

– sem cobrança de seguro de vida e danos ao imóvel

De 3 a 10 salários mínimos – 400 mil moradias destinadas, parcelas de até 20% da renda em um prazo máximo de 30 anos de financiamento, o valor do imóvel poderá ser de até R$130.000,00 nas regiões metropolitanas de São Paulo, Rio e DF. Demais capitais e cidades com mais de 500 mil habitantes o imóvel poderá ter o valor de até R$100.000,00.

Operacionalização:

– o beneficiário poderá procurar a construtora ou as agências da CEF para aquisição do imóvel, a partir do lançamento do empreendimento

Análise cadastral:

– comprovação de renda formal ou informal

– análise do IRPF

– análise cadastral no Serasa/Bacen/SPC/Cadin

– verificação do Cadastro Nacional de Mutuário

– análise de risco e de capacidade de pagamento pela CEF

Características:

– financiamento de até 100% do valor do imóvel

– entrada opcional

– prazo de 30 anos para quitação do financiamento

– pagamento mínimo durante a obra, de acordo com a renda

Condições:

– não ter financiamento ativo no SFH (Sistema Financeiro da Habitação)

– não ter recebido desconto concedido pelo FGTS para financiamento

– não ser proprietário de imóvel residencial no local de domicílio ou onde pretenda fixar domicílio

– não ser titular de direito de aquisição de imóvel residencial

Prefeitura de Belo Horizonte inicia as inscrições para o programa, porém o site da prefeitura indicado para fazer as inscrições não parece estar funcionando de forma objetiva.

Os interessados poderão preencher os formulários retirados nas secretarias regionais.